6/26/2008

A Maior Batalha de Tanques da História

Aprendam História com o Moyle - enquanto este vai ali a Portimão e volta na 2ª feira - e apreciem esta raríssima fotografia da Maior Batalha de Tanques, momento sombrio da Humanidade e episódio cruel da estupidez humana!
(Evitam clicar na imagem porque ela não aparece maior. De qualquer maneira o Moyle não vê grande vantagem nisso porque a parvoíce é a mesma, só que... maior!)

11 comentários:

Teté disse...

Ah, ah, ah, a imagem não aparecia maior, não! Mas também não vejo qual seria o interesse, por que estes foram os sucessores da "Aldeia da Roupa Branca" ("ai rio não te queixes, ai, que o sabão não mata, ai até lava os peixes, ai, põe-nos cor de prata" numa versão altamente anti-ambientalista e não-ecológica), que felizmente deram lugar a máquinas de lavar roupa!

Então aproveita e tem umas boas mini-férias! :)))

Post-scriptum - a Inês é que reparou que a letra da canção, hoje em dia, estava politicamente incorrecta...

Pedro Correia ou Poeta Acácio disse...

pergunto-me se a sujidade dos tanques terá saído depois da guerra ou ainda persiste.... hehehehe

Um abraço

TENHO DITO

Moyle disse...

teté,

mas sabes que uma batalha de máquinas de lavar provocaria muito mais estragos do que estes simpáticos monumentos ao passado português:)

não sei se o sabão poluirá muito. tem fosfatos?

(a Inês de Castro lavava à mão?)

Moyle disse...

poeta,

saiu logo porque logo a seguir houve uma invasão dos glutões do Presto e limparam tudo:)

clara umbra disse...

Pá, tinhas mesmo de publicar o postal que te enviei de Anterea? Bolas... era só "nosso"! Vê lá se também publicas o que escrevi no verso...

Moyle disse...

clara,

mas por quem me tomais?

Jiminy_Cricket disse...

Oi Moyle,

então vai-se assim a Put-Imão sem mai nem ontem? estás a ver? calha a todos... este mês é aqui a "je" a trabalhar como os pobres, 12 horas por dia para receber um pobre troco ao fim do mês... calha a todos esta divindade ;)

beijos

Blayer disse...

E onde estão os individuos que vão atirar os tanques uns contra os outros?

Moyle disse...

jimini,

sabes que o Moyle também foi trabalhar e, ao poder ir, tornar possível a felicidade de alguns. e olha que foram 24 horas de trabalho por dia, desde 6ª :)

Moyle disse...

blayer,

os indivíduos foram levados por uma enxurrada de skip para lavar à mão. cruéis, os tempos de guerra...

Sorrisos em Alta disse...

E eu a pensar que era um trocadilho com os "thanks" dos bifes em Portimão...
;o)