6/30/2010

Navegantes para a Rua


Nunca repararam no génio de quem chamou à nossa selecção "Equipa das Quinas"? É que, mais cedo ou mais tarde, é isso mesmo que acontece, quinam sem ganhar nada.
De qualquer maneira, pareceu-me de mau agoiro apodar a equipa portuguesa que participou no Mundial da África do Sul de "Navegadores", como A Bola fez. E de mau agoiro porquê? Porque, por um lado, pareceram sempre mais as Navegantes da Lua (série de desenhos animados que eu não via mas de que recordo a existência), isto é, umas bonequinhas vaidosas e histéricas que andam aos pulos contra os maus da fita, do que intrépidos homens do mar que vencem as dificuldades à custa de suor, sangue e coragem.
O desfecho do mundial acaba por não ser, de todo, descabido. Se bem se lembram, de todos os países com História marítima, somos os únicos com literatura de tragédias náuticas. Tentaram fazer da participação portuguesa no Mundial de 2010 «Os Lusíadas», do Camões, mas acabou por resultar, como se esperava, «A História Trágico-Marítima», do Bernardo de Brito.


Para não parecer uma constatação genial mas post facto tenho a dizer em minha defesa que já tinha a imagem pronta antes do primeiro jogo, exceptuando a mudança nas fronhas das bonecas.

20 comentários:

Anónimo disse...

Oh... E o fora de jogo???? Há ou não há? ;)Nilda

Moyle disse...

Anónima,

Há mesmo fora-de-jogo mas deixa-me carpir as minhas mágoas e direccionar a minha desilusão para com a falta de coragem daquelas princesas todas e, sobretudo, do Queirós.

Anónimo disse...

Sou a Nilda... Qual anónima!!! :)
Tens razão quanto ao Queirós e às princesas que entraram ontem em campo... Mas a FIFA não devia pedir-nos desculpas como fez com o México e a Inglaterra???

Moyle disse...

Eu sei que és, mas é o nome que aparece :)

Claro que devia mas não me parece que o vá fazer. Também temos que considerar que dez milhões, dos quais 20% são pobres, não fazem um mercado tão digno que mereça um pedido de desculpas.

Anónimo disse...

Agora e que estou mesmo piursa! :)

Pedro Correia ou Poeta Acácio disse...

brilhante mesmo a imagem... hehehehehe
a culpa é da porcaria das gaitas (a.k.a. vuvuzelas)... e se calhar do Ronaldo e mais o ketchup...

abraço

TENHO DITO

Moyle disse...

Nilda,

anima-te, daqui a dois anos há mais uma eliminação para comentar (se nos apurarmos, claro) :)

Moyle disse...

Poeta,

a culpa é disso tudo mais da bola - ninguém lhes disse que a sacaninha era redonda - dos adversários - que insistiam em ser onze e, pior que isso, em correr e passar a bola uns aos outros e não aos portugueses - e do hino, porque distraía os brasileiros da nossa equipa.

abraço

Anónimo disse...

:( Bem que todos os europeus e todos os mundiais podiam ser cá... Estávamos sempre apurados. :)

Moyle disse...

é que parecendo que não, acaba por facilitar um bocado :)

Teté disse...

Ah, achei piada à imagem. Mas, em abono da verdade, a esta fase foi apenas a 3ª vez que chegámos, portanto não compreendo tanta crítica, nem aos jogadores, nem a Carlos Queiroz. Afinal de contas os outros estão lá todos com o mesmo objectivo: ganhar! :)

ps - posso usar a imagem do texto anterior no FB? aquela do eterno paraíso está um must... :D

Moyle disse...

Teté,

sim, eu compreendo. de início só desejei para o mundial que não nos envergonhassem, o que efectivamente aconteceu. mas eles era capazes de mais e melhor, isso é que custa.

claro que sim, prometo que depois não mando nenhum advogado atrás de ti para cobrar direitos, ou coisa do género :)

Noya disse...

Que quinteto mai lindo!

clara umbra disse...

"Se bem se lembram, de todos os países com História marítima, somos os únicos com literatura de tragédias náuticas. Tentaram fazer da participação portuguesa no Mundial de 2010 «Os Lusíadas», do Camões, mas acabou por resultar, como se esperava, «A História Trágico-Marítima», do Bernardo de Brito."
Muito bem visto! : )

Moyle disse...

Noya,

é fofo não é?

Moyle disse...

Clara,

estive para apontar aqui alguns números de perdas de embarcações na Carreira da Índia, mas era levar longe de mais...

clara umbra disse...

Oh... não era, era giro! : )

Moyle disse...

clara,

ok, mas deixa lá :)

Dylan disse...

Penso que o sucesso da Selecção portuguesa no Mundial já estava condenado ao fracasso através de uma convocatória inicial inquinada. De facto, desde opções maioritariamente defensivas que encurtaram o poder ofensivo, passando por naturalizados birrentos em fim de carreira, juntou-se uma gritante falta de ambição. Ao nacionalismo bacoco de cerveja na mão, exacerbado com a goleada à pior selecção do Mundial e apoiado no histerismo da imprensa desportiva, acrescentou-se a vaidade do capitão, ameaçando imolar-se em ketchup! Bastou um tiro da armada invencível para afundar a nau Catrineta, pondo a nu os pecados da FPF, refém de interesses económicos e clubísticos, ou não tivesse esta perdido o estatuto de utilidade pública desportiva.

http://dylans.blogs.sapo.pt/

Moyle disse...

Dylan,

o rol de tiros nos pés e de pés pelas mãos do costume. é isso?