11/25/2009

Arma(gedão)

O Moyle, muito honestamente, não compreende para quê tanto burburinho em redor de um padre de uma paróquia de Trás-os-Montes que traficava armas.
Já não é a primeira vez que se diz aqui e repete-se. Qual é a função de um padre? Não é providenciar que as almas se juntem ao Criador? Então, onde está a incoerência de um padre andar a fazer uns biscates que permitam acelerar todo o processo?
Este senhor sacerdote ama tanto a Deus, mas ama tanto, tanto, mas mesmo tanto, que mal pode esperar para lhe enviar fardos e fardos de almas novas para lhe fazerem companhia. É que não se pode acusar este representante de quem gosta de servir o senhor de joelhos de egoísmo, tentando agradar ao patrão. Muito pelo contrário pois, ao mesmo tempo que passa uma graxazinha nas sandálias do CEO divino, está a providenciar quanto ao futuro eterno de muitas alminhas. É que quem chega cedo ao espectáculo tem direito às filas da frente. Meus lindos, é assim a vida. E a morte também. E a vida depois da morte idem.

14 comentários:

ipsis verbis disse...

E não ter uma sociedade com a funerária lá do sítio é uma sorte, ou estupidez, vá.

Teté disse...

Armadilhadão seria talvez o título mais indicado...

Mas pronto, também dispenso quem me providencie o futuro eterno da alma, antes de tempo!!! :))) (sorriso largo, ou com duplo queixo, como preferires...)

:D

13 disse...

E se levar uns quantos inúteis ainda melhor! Isto é, inúteis cá, não lá...

Moyle disse...

ipsis,

boa, mantém esse olho para o negócio sempre alerta que não tardas és multimilionária :)

Moyle disse...

Teté,

é esse precisamente o ponto, qual é a pressa? mas os católicos lá terão a lógica deles.

então é um sorriso João Jardim? :D

Moyle disse...

13,

e candidatos são a pontapé.

13 disse...

No caso, a caçadeira...

ematejoca disse...

Vim aqui para te trazer um cesto repleto de selos, que os podes ir buscar à "ematejoca azul"... e recebi em troca um texto muito cómico, que me ri à brava.

Padres do século XXI!!!

Moyle disse...

13,

por exemplo, mas não só:)

Moyle disse...

ematejoca,

bem, obrigado pela cestada, mas fico mais contente de teres gostado :)

Dorothy disse...

lolol

clara umbra disse...

Eu compreendo o burburinho e burburo, eu própria, um pouco. Qualquer dia apanhamos um padre a traficar o quê? Indulgências? Não pode ser.

Moyle disse...

Dorothy,

:D

Moyle disse...

clara,

compreendo-te perfeitamente. coisa que não dispenso é burburar um bocado sempre que posso. indulgências é que não, não nos faltava mais nada que um monge baixote alemão a pregar papéis na porta das igrejas.