7/12/2008

Deus ex Maquina


O Moyle deslocou-se a Oeiras no último dia 10 de Julho, a um certame chamado "Oeiras Alive". Ao ver anunciado, no programa, "Rage Against the Machine", o Moyle pensou:

- Olha que oportunidade tão rara, uma conferência sobre "luddismo". Com um título tão bem escolhido e oportuno, de certeza que é um especialista estrangeiro!

A certa altura começou a parecer um bocado estranho a conferência ser num palco com uma quantidade enorme de lâmpadas a fazer jogos de luzes e estarem a juntar-se milhares de pessoas para assistir. Além de ser um bocado improvável várias dezenas de milhar de pessoas reunidas para uma palestra sobre História dos movimentos proletários durante a Revolução Industrial, o mais invulgar de tudo era o facto de a audiência estar em pé.

Deu para ver as variedades e tal e, quando chegou a meia-noite e tal e apagaram as luzes, o Moyle pensou:

- Ná! Isto não deve ser nenhuma conferência sobre o proletariado inglês!

E quando começou o "seminário", o Moyle finalmente percebeu que se tratava da actuação de uma banda americana, com pinta de comunistas, fazendo um barulhinho interessante. Quando percebeu que se tratava de um concerto lá entrou, finalmente, no espírito da coisa.

PS1 - Devem ter sido queimados quilos de alecrim apesar de nem sequer estar a trovejar. Vá-se lá perceber!
PS2 - Gogol Bordello é uma máquina!
PS3 - The Hives são uma merda!

10 comentários:

Pedro Correia ou Poeta Acácio disse...

«Gogol Bordelo é uma máquina», põe máquina nisso... já os The Hives é caso de concordar em parte, visto que algumas musiquetas até que são engraçadas... outras são mesmo boas é para ouvir no WC. hehehehehe
Os Rage... têm pinta de metaleiros e fico admirado como é que o indivíduo (o vocalista) não tem uma voz semelhante com a do vocalista dos Moonspell... deve ser por serem estrangeiros... hehehehehehe

Um abraço

TENHO DITO

Jiminy_Cricket disse...

ahahahahaha

podias ter avisado que estiveste em Mayotte no 10 de julho a ver o Mayotte Alive ;)

Beijos

Clara Umbra disse...

Então o Moyle foi ver Rage, hã? Bom, se a inveja arrancasse pedaços, já tinhas uma dentadinha aí na bochecha esquerda, gosto bastante do Rage Against The Machine e do Evil Empire. Gogol Bordello e The Hives conheço muito mal, mas já no ano passado toda a gente gostou dos Gogol em Paredes de Coura... :)

Moyle disse...

poeta,

até se podem considerar metaleiros, mas Rage são muito diferente de Moonspell. Nem superiores, nem inferiores, apenas diferentes.

The Hives esforçaram-se muito e até deram um bom concerto (em termos de espectáculo e interacção com o público), o problema foi mesmo aquela vozinha de pregador americano daqueles cultos veterotestamentários que manipulam cobras e cenas do género.

Praise the Lord... Hallelujah... Amen...

Moyle disse...

Jimini,

se estiveste lá eu era o único gajo com mais de 1,90m, bonito e todo vestido de preto com uma camisola (preta) ao ombro e com um copo de cerveja (dos grandes) na mão. se não estiveste lá... deixa lá isso :)

Moyle disse...

clara,

gogol não conhecia sequer (apesar de já me ter sido recomendado) e a impressão foi a mesma que recolheste, parece.

foi bonita a homenagem que fizeram, em palco, ao José Saramago; era escusado o excerto que passaram da "Internacional"; o concerto foi extraordinário, muito bom mesmo, e eu costumo ser agarradão no que concerne aos elogios :)

bochecha esquerda porquê? alguma preferência especial, ou pelo espírito do post?

Clara Umbra disse...

Pois... não sei! Talvez as duas... Raios! O inconsciente sempre a atrair-nos... perdão! a trair-nos... :)

Moyle disse...

clara,

esse gajo tem muito essas tendências. Ignora-o:)

titofarpas disse...

Passei por aqui e adorei o blog...
Parabéns e felicidades

Moyle disse...

titofarpas,

costumo andar por aqui e acho piada ao blog...
Obrigado e felicidades.